11
Set
09

Segurança de imagens na Internet

A internet é uma terra de ninguém e se apropriar de uma imagem por aqui não é nada difícil. Assinaturas e marcas d’água quase sempre podem ser removidas sem grandes dificuldades. E temos que ter em mente que uma assinatura – se não for bem pensada – pode interferir na leitura da imagem provocando um ruído.

Qual o prejuízo real que o roubo de uma imagem pode te causar? O roubo de imagens na internet quase sempre está mais associado a molecagens inconseqüentes do que má fé. Tem casos que chegam a ser tragicômicos como a história do rapaz que roubou uma foto premiadíssima do Evandro Teixeira para se inscrever num concurso num misto de falta de caráter e burrice extrema. Entrou redondamente pelo cano!

E soma-se a isso o fato de que fiscalizar a internet é praticamente impossível. Como saber se neste exato momento não há uma foto sua ilustrando algum site na Ucrânia?

Até existem sistemas de rastreamento de material protegido, mas, pelo menos por enquanto, não são tecnologias baratas para a maioria dos fotógrafos.

Sobra para nós, simples mortais, a opção de pensar no custo x benefício de expor nossos trabalhos numa mídia tão volátil quanto a internet. A visibilidade oferecida ao seu trabalho compensa os riscos? Acredito que na maioria das vezes a resposta é sim.


0 Responses to “Segurança de imagens na Internet”



  1. Deixe um Comentário

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


Sobre o Autor:

Fotojornalista com trabalhos publicados em alguns dos principais jornais e revistas nacionais, tais como Folha de São Paulo, O Estado de São Paulo, O Globo, Istoé, entre outros.

Atualmente dirige a Agência Fotográfica Lunapress e também é docente do SENAC lecionando fotografia na unidade Jundiaí.

Colabora com diversos bancos de imagens internacionais com destaque para a iStockphotos e a Getty Image para os quais fornece principalmente imagens sobre a América Latina.

Fotografou para diversos veículos institucionais e é responsável pelo desenvolvimento da tecnologia de fotografia em “hight-speed” adotada pela Faculdade de Engenharia de Minas da USP para registrar o comportamento de partículas em reatores de flotação.

Imagens da América do Sul

Imagens do Brasil


%d bloggers like this: