12
Set
09

Além do olhar

O ato de fotografar provoca um mergulho na nossa alma.

No momento em que selecionamos um fragmento da realidade para nos apropriarmos dele com nossas câmeras, é porque aquele fragmento nos causa uma empatia. Funciona assim: Se eu tenho uma banana e uma maçã sobre uma mesa e tenho que escolher uma das duas para fotografar, vou escolher a fruta que mais me atrai, não é mesmo?
Bananas

 E essa atração não se dá apenas por nossos olhos, mas por todos os nossos sentidos e principalmente pela nossa história passada. Você pode escolher uma das duas frutas por se sentir atraída por sua forma, cor, cheiro ou sabor. Mas também porque o gosto de uma delas lembra a casa da sua avó na sua infância.
Prestar atenção no que existe de nós dentro dos fragmentos de realidade dos quais nos apropriamos é um grande exercício, não só para o amadurecimento de nosso trabalho, mas para crescermos como seres humanos. Quando estiver olhando suas imagens (e também a de outros fotógrafos) tente sempre encontrar o que está sendo contado por trás da imagem.

E isso vale para qualquer imagem, de um catálogo de moda ou de um correspondente de guerra; não há nenhuma diferença.


0 Responses to “Além do olhar”



  1. Deixe um Comentário

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


Sobre o Autor:

Fotojornalista com trabalhos publicados em alguns dos principais jornais e revistas nacionais, tais como Folha de São Paulo, O Estado de São Paulo, O Globo, Istoé, entre outros.

Atualmente dirige a Agência Fotográfica Lunapress e também é docente do SENAC lecionando fotografia na unidade Jundiaí.

Colabora com diversos bancos de imagens internacionais com destaque para a iStockphotos e a Getty Image para os quais fornece principalmente imagens sobre a América Latina.

Fotografou para diversos veículos institucionais e é responsável pelo desenvolvimento da tecnologia de fotografia em “hight-speed” adotada pela Faculdade de Engenharia de Minas da USP para registrar o comportamento de partículas em reatores de flotação.

Imagens da América do Sul

Imagens do Brasil


%d bloggers like this: