26
Nov
09

Segurando a Insegurança

Enveredar por novos caminhos trás sempre um gostinho de medo. É natural. E quando o novo caminho envolve algo tão incerto como a fotografia aí o medo deve ser encarado com bastante seriedade.

Dá para viver de fotografia? Claro que sim, afinal existem centenas de bons fotógrafos espalhados por aí com as contas razoavelmente em dia. Alguns estão até meio gordinhos provando que trabalhar com fotografia não é sinônimo de morrer de fome.

Agora… É fácil viver de fotografia? Não! E a cada dia que passa está mais difícil, pois a profissão é cada vez mais banalizada e desprestigiada, não só pelos clientes, mas principalmente pelos próprios fotógrafos, que vêem com naturalidade a cultura do “nivelar por baixo” e são os primeiros a desvalorizar o próprio trabalho aceitando uma remuneração injusta ou mesmo disponibilizando o suado fruto de seu trabalho de graça por aí, em troca de um suposto “reconhecimento”. Bom… Na minha modesta opinião reconhecimento é trabalho pago com um preço justo, mas isso está bem longe de ser um consenso no mercado.

Resumindo: Ser fotógrafo é acordar de manhã cedo pronto para comer o pão que o diabo amassou. A ir dormir a noite feliz da vida por ter feito aquilo que mais ama por mais um dia. Esse é o segredo para sobreviver: Paixão!

Ser fotógrafo é diferente de prestar um Concurso Público qualquer apenas em busca de um salário fixo e estabilidade. Envolve riscos e dificuldades, assim como uma forte carga de realização diretamente proporcional a esses mesmos riscos e dificuldades. E se você quer ganhar tem que estar disposto a também perder, esteja seguro disso!


4 Responses to “Segurando a Insegurança”


  1. 1 Valentina
    01/12/2009 às 23:18

    NOssa!!

    Perfeito tudo que escreveu…

    Este trecho é tudo… já usei um termo parecido para descrever algo…Fabuloso!

    “…ir dormir a noite feliz da vida por ter feito aquilo que mais ama por mais um dia. Esse é o segredo para sobreviver: Paixão!”

    Parabéns pelo trabalho e continue a inspirar os outros coms suas fotografias magníficas, Professor.

    Grande Abraço.

  2. 2 Carolina
    06/04/2010 às 00:20

    Olá Fernando! Tudo bem?

    Gostei muito de seu texto.
    Estou com 18 anos e iniciando essa carreira por paixão (larguei contabilidade que só tinha retorno financeiro, para iniciar esse desafio muito bom e louco – coisa para poucos)
    … rs

    Meus parabéns por escrever de coração e tão bem!

    Abraço

    Carolina Reis

  3. 3 Larissa
    05/06/2010 às 17:57

    Oi Fernando ,
    Tenho 15 anos gosto muito de fotografia e pretendo estudar e fazer algo relacionado a isso , o que você escreveu está muito bom ,
    Beijos


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


Sobre o Autor:

Fotojornalista com trabalhos publicados em alguns dos principais jornais e revistas nacionais, tais como Folha de São Paulo, O Estado de São Paulo, O Globo, Istoé, entre outros.

Atualmente dirige a Agência Fotográfica Lunapress e também é docente do SENAC lecionando fotografia na unidade Jundiaí.

Colabora com diversos bancos de imagens internacionais com destaque para a iStockphotos e a Getty Image para os quais fornece principalmente imagens sobre a América Latina.

Fotografou para diversos veículos institucionais e é responsável pelo desenvolvimento da tecnologia de fotografia em “hight-speed” adotada pela Faculdade de Engenharia de Minas da USP para registrar o comportamento de partículas em reatores de flotação.

Imagens da América do Sul

Imagens do Brasil


%d bloggers like this: