15
Mar
10

Receita de Ceviche

 Ok. Este é um blog sobre fotografia e num primeiro momento me parece justo que os leitores se perguntem o que faz uma receita culinária perdida por aqui. Mas como a boa fotografia não se faz usando apenas os olhos, mas todos os sentidos, peço licença para oferecer um prazer ao paladar que faz parte do universo ao qual me dedico a documentar – As regiões andinas da América do Sul. É preciso mergulhar de corpo e alma naquilo que é o objeto da sua fotografia para que o seu trabalho seja verdadeiro.

O Ceviche é um prato a base de peixe marinado comum a toda costa do Pacífico, mas especialmente popular no Peru. É preparado desde os tempos do Império Inca como uma forma de transportar e conservar o pescado.

Esse prato tem uma base simples que pode ser modificada ao gosto do freguês: Peixe (preferencialmente branco) marinado por pelo menos duas horas no suco de limão juntamente com cebola, pimenta, pimentão e coentro. Tradicionalmente é acompanhado por milho, batata-doce ou abacate.

Ontem preparei para os amigos Luiz e Helô a receita abaixo que foi saboreada aqui no estúdio da Lunapress , entre causos de viagens, risadas e camaradagem, num domingo de muito calor, ideal para esse prato. Até mesmo a nossa produtora Cris que estava um pouco desconfiada de encarar um peixe cru servido com abacate acabou se rendendo ao sabor leve e característico dessa combinação.

Ingredientes (Para 04 pessoas):

– Duas bandejas de filé de Saint-Piter

– Uma bandeja de Truta Salmonada

– Meio Pacote de Kani

– Uma bandeja de Camarão Cinzento

– Uma dúzia de Limões Sicilianos

– 03 Laranjas Pêra

– Algumas gotas de óleo de Gergelim

– Meio Pimentão Vermelho

– Um punhado generoso de Gengibre ralado

– Meia dúzia de Cebolas Roxas

– Um punhado de Alcaparras

– Um maço de Coentro

– Meio Abacate

– Pimenta do Reino, Alecrim e Sal a gosto

Modo de preparo:
  1. Na véspera corte os peixes em pequenos cubinhos de mais ou menos um centímetro, juntamente com o kani e reserve.
  2. Mergulhe os camarões em água fervente por cerca de 30 segundos e na sequência coloque em um recipiente com gelo por mais alguns segundos para cortar o cozimento e manter a carne firme. Depois descasque os mesmos.
  3. Em uma travessa funda junte os peixes, o Kani e os camarões e esprema os limões e as laranjas sobre eles. Acrescente umas poças gotas de óleo de gergelim, o gengibre, as alcaparras picadas o sal e a pimenta.
  4. Guarde a travessa na geladeira e deixe descansando até o dia seguinte.
  5. Cerca de duas horas antes de servir junte as cebolas e o pimentão cortados em fatias finas, bem como o coentro, o alecrim e o abacate picados, misture bem e volte a travessa para geladeira.
  6. Sirva o Ceviche frio acompanhado de um vinho branco.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O ideal é iniciar o preparo a noite para servir no almoço do dia seguinte deixando o peixe marinar por umas 12 horas, mas também é possível preparar tudo no mesmo dia com um tempo mínimo de 02 horas de descanso. Se você quiser ser mais fiel a receita original pode substituir a Pimenta do Reino por Pimenta Locoto que pode ser encontrada na Feira Boliviana que acontece na Praça Kantuta no bairro do Pari em São Paulo aos domingos.

Use a sua criatividade para substituir ou acrescentar ingredientes e aproveite!


0 Responses to “Receita de Ceviche”



  1. Deixe um Comentário

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


Sobre o Autor:

Fotojornalista com trabalhos publicados em alguns dos principais jornais e revistas nacionais, tais como Folha de São Paulo, O Estado de São Paulo, O Globo, Istoé, entre outros.

Atualmente dirige a Agência Fotográfica Lunapress e também é docente do SENAC lecionando fotografia na unidade Jundiaí.

Colabora com diversos bancos de imagens internacionais com destaque para a iStockphotos e a Getty Image para os quais fornece principalmente imagens sobre a América Latina.

Fotografou para diversos veículos institucionais e é responsável pelo desenvolvimento da tecnologia de fotografia em “hight-speed” adotada pela Faculdade de Engenharia de Minas da USP para registrar o comportamento de partículas em reatores de flotação.

Imagens da América do Sul

Imagens do Brasil


%d bloggers like this: