Posts Tagged ‘Vídeo

16
Maio
17

A Pequena e Incrível Hero 5

Ok. Não sou lá muito viciado em tecnologia e sempre achei que a luz e a história que se tem para contar com ela são mais importantes para o fotógrafo do que a ferramenta que ele utiliza para escrever essas histórias. Mas não há como negar que uma boa “máquina de escrever” ajuda a fotografia a acontecer de maneira plena, aliando conteúdo e estética.

Por isso, algumas das ferramentas que carrego na bolsa ou no colete, marcaram a minha narrativa de contador de história ao longo dos anos. Foi assim com a lente de 50mm, com a desengonçada câmera de médio formato ou com o filtrinho polarizador, por exemplo

No último mês mais uma traquitana juntou-se a esse pequeno arsenal de coisas que afetam diretamente a maneira como conto minhas histórias: A simpática camerazinha GoPro Hero 5.

Quero falar um pouquinho sobre ela aqui, mas não vou me ater muito as características técnicas dela, afinal essas informações você encontra facilmente nos Youtubes da vida. O que quero é dar as minhas impressões sobre ela como fotógrafo profissional.

1. Tamanho:

A primeira coisa que chama a atenção sobre uma GoPro é o tamanhico dela. Como estou acostumado a trabalhar com as grandes e robustas SLR utilizadas no fotojornalismo, foi difícil levar a sério um equipamento tão pequeno. A primeira coisa que me passou pela cabeça foi: Qual o tamanho do sensor disso? Afinal tamanho de sensor e qualidade de imagem são duas coisas que andam de mãos dadas. Mas o fato é que os pequenos sensores têm evoluído drasticamente nos últimos anos. Prova disso são as câmeras de celulares que hoje são capazes de produzir imagens bastante aceitáveis em alguns casos.

Claro que a imagem capturada por uma GoPro não tem como competir de frente numa análise meramente técnica, com uma imagem produzida por uma DSLR full frame equipada com toda uma gama de objetivas. Mas a danadinha da GoPro conquista o seu lugar ao sol pela simples razão de que ela permite fazer coisas que seriam impossíveis (ou muito difíceis) para uma grande e pesada DSLR.

Ela foi criada literalmente para ser presa no bico de uma prancha por seu inventor surfista. Mas além de sua óbvia vocação para esportes de aventuras, ela acaba sendo bastante útil por não chamar a atenção (coisa que fotógrafos de rua adoram) e por poder estar sempre dentro do bolso (note que eu disse bolso e não bolsa). É uma companheira tão constante quanto a câmera de um celular, mas com grandes vantagens sobre esta.

2. Conectividade:

O pessoal da GoPro teve uma grande sacada ao torná-la quase que uma extensão de um celular. É possível controlar a câmera remotamente de maneira bem simples em todas as suas funções e visualizar o que ela esta vendo em tempo real na tela do seu telefone, além de poder compartilhar instantaneamente as imagens feitas por ela. Bem legal não? Isso abre um universo de possibilidades!

Por exemplo: Se você curte fotografar pássaros e fica sonhando em um dia ganhar na loteria para comprar uma fodástica 800mm, saiba que pode chegar bem perto desses simpáticos seres mudando a estratégia. Ao invés de “trazer o pássaro” até você com a teleobjetiva, “leve a câmera” até o pássaro utilizando o acesso remoto pelo celular. Deixe a GoPro perto de um ninho ou ponto de alimentação e divirta-se! Confira a simpática corujinha filmada assim no vídeo abaixo:

 

3. Acessórios:

Pense em um lugar para prender ou fixar uma GoPro. Pense num uso doido ou bizarro para ela. E pode ter certeza: existe um acessório ou sistema ideal para tornar isso possível. Sob a água, voando acoplada a um drone ou filmando estabilizada em um veículo de rally, controlada por voz, por rádio ou wifi. Uma das coisas mais divertidas dessa câmera é ficar imaginando qual será o seu próximo ponto de vista.

Aliás as câmeras de ação estão revolucionando a composição. A estética de imagens imersivas e com um ponto de vista pessoal estão cada vez mais presentes não só em vídeos de ação, mas também na publicidade, no fotojornalismo e até na fotografia social. Até mesmo no cinema essa pequenina faz grandes incursões tendo participado de produções como “Perdido em Marte” e “O Hobbit”

4. Recursos:

Ela tem todas essas coisinhas que os profissionais adoram: Fotografia em RAW, lente grande angular clara de f2.8, controle de exposição e vídeo 4K. Assim é possível manter o leque de opções criativas que temos em câmeras muito mais complexas. E por um preço justo.

Ela não substitui a versatilidade de uma DSLR, mas é uma boa aposta para complementar e ampliar o seu leque de opções independente da sua área de atuação.

Pode ter certeza que sempre haverá uma grande idéia que cabe dentro da pequena GoPro.

18424065_1343691129047173_7906406626988579786_n

Anúncios
01
Maio
10

Fabricando um rebatedor

Aprenda a fabricar um rebatedor para o seu flash fotográfico e obtenha uma luz mais suave e natural em suas fotografias.

10
Out
09

Fiesta del Gran Poder

Uma história de amor pelo Altiplano unindo a Bolívia e o Peru




Sobre o Autor:

Fotojornalista com trabalhos publicados em alguns dos principais jornais e revistas nacionais, tais como Folha de São Paulo, O Estado de São Paulo, O Globo, Istoé, entre outros.

Atualmente dirige a Agência Fotográfica Lunapress e também é docente do SENAC lecionando fotografia na unidade Jundiaí.

Colabora com diversos bancos de imagens internacionais com destaque para a iStockphotos e a Getty Image para os quais fornece principalmente imagens sobre a América Latina.

Fotografou para diversos veículos institucionais e é responsável pelo desenvolvimento da tecnologia de fotografia em “hight-speed” adotada pela Faculdade de Engenharia de Minas da USP para registrar o comportamento de partículas em reatores de flotação.

Imagens da América do Sul

Imagens do Brasil